Pastoral - "Chamado Para Servir" | Rev. Gilberto Barbosa

”Se alguém me serve, siga-me, e, onde eu estou, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, o Pai o honrará.” João 12.26

Deus o redimiu, através de Jesus, para você exercer sua vocação no Reino Dele. Você não foi salvo pelo serviço, mas para o serviço. “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nela.” (Efésios 2.10)

No Reino de Deus você tem um lugar, um propósito, um papel e uma função a cumprir.

Não servimos a Deus por causa de culpa, medo ou mesmo obrigação, mas pela alegria e profunda gratidão pelo que Ele fez por nós. “Servi ao SENHOR com alegria” (Salmo 100.2).

Inicialmente, você foi chamado de forma eficaz para a salvação (Efésios 2.1, 8). Mas a Palavra de Deus também declara que você foi chamado para servir. Jesus declarou: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça;” (João 15.16)

Em algumas igrejas da China, dão-se boas-vindas aos novos crentes dizendo: “Jesus agora tem um novo par de olhos para ver, novos ouvidos para escutar, novas mãos com as quais ajudar e um novo coração para amar os outros”.

Para cumprir o seu chamado, você precisa estar vinculado a uma igreja. O apóstolo Paulo, declara em 1 Coríntios 12.27-28 que, é no corpo de Cristo que servimos a Deus e também ao nosso próximo.

Hoje em dia, muitas igrejas estão enfraquecidas por causa de cristãos que não tem vontade de servir.

Para os cristãos, servir não é uma questão opcional, não é algo a ser encaixado em nossa agenda, caso haja tempo disponível. Servir é o núcleo da vida cristã.

Portanto, você deve servir a Deus com alegria. Lembrando que, “tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” (Colossenses 3:17).


Rev. Gilberto da Costa Barbosa (Pastor Auxiliar da Igreja Presbiteriana da Lapa)

12 visualizações0 comentário