Pastoral - "Ajuda Para o Esgotamento Emocional" | Rev. Gildásio Reis


No passado falava-se em “esgotamento emocional”. Nos últimos anos a sociedade médica tem adotado um novo nome para isto: “estresse”. Há um outro termo ainda mais atual: Síndrome de Burnout. Mesmo sendo pessoas fiéis e tementes a Deus não estamos livres destes males. O próprio Jesus teve seus momentos de angústias (Mc 14.33). Sua agonia foi tão grande que suou sangue (Lc 22.44), fenômeno conhecido atualmente como “exsudação sanguínea”, muito rara, possível apenas em casos de extrema angústia, e em que a pessoa tenha grande resistência física e emocional.

Os líderes cristãos também experimentam este tipo de esgotamento emocional, físico e psíquico. Passamos por ele por causa de contingências da vida. Sim, da mesma maneira que qualquer profissão está exposta à possibilidade de estresse extremo, também estamos expostos a este tipo de sofrimento. Problemas como uma crise conjugal, mudança de emprego, problemas ou pressões na igreja, crise familiar, problemas financeiros, doença, e outros são fortes fatores de esgotamento emocional ou estresse.

Como resistir? O Ministério da Saúde propõe algumas medidas para prevenir a Síndrome do Burnout ou até mesmo curá-la. Quero aproveitar estas medidas à luz do ensino das Escrituras:

  • Converse com alguém de confiança sobre o que se está sentindo. Pastores precisam de outros pastores. Não se isole. Aprenda a compartilhar suas lutas e medos com outros pastores. C.S. Lewis disse que a amizade nasce no momento em que um homem diz para o outro: “O que! Você também”?

  • Lembre-se de que você não é auto suficiente. Você não é “Super Homem”. Você também está suscetível ao fracasso, ao desânimo, ao desgaste físico e emocional. Busque ajuda médica assim que perceber os sintomas.

  • Confie e dependa da graça de Deus. O puritano William Bridge (1600–1670) afirmou: “A fé é a ajuda contra todos os desânimos. Esperança, confiança, esperar em Deus é o meio especial, se não o único, apontado contra todos os desânimos”.

  • Participe de atividades de lazer com amigos e familiares. Dedique tempo para as pessoas que amam você.

  • Aprenda a descansar: Entenda que nosso corpo físico necessita de descanso. Tire um dia para repousar. Tire um final de semana e não abra mão das férias. Ter um período sabático é saudável, além de ser bíblico. Aprendamos a dizer como Davi: “Ele me faz repousar”.

  • Devemos cuidar do nosso corpo: Devemos honrar nosso corpo, buscando uma alimentação saudável, atividades físicas regulares, como caminhadas, andar de bicicleta, etc. Cuidar do corpo é essencial na vida do cristão. Ele é templo do Espírito Santo.

Tenha uma semana abençoada.


Rev. Gildásio Reis (Presidente do Sínodo de São Paulo)

7 visualizações0 comentário